Notícias e Diversão

Como abrir um pet shop: quanto custa, o que você precisa e qual retorno esperar

(Imagem: Shutterstock)

Este artigo foi feito especialmente para auxiliar as pessoas que querem saber como abrir um pet shop. Se você está pensando em participar da grande evolução do mercado pet e quer saber por onde começar, chegou ao lugar certo, pois daremos dicas essenciais para esse empreendimento.

 

O crescimento do mercado pet

Fique de olho nas principais estatísticas sobre o mercado pet brasileiro

Caso você tenha dúvidas sobre se investir no mercado pet é uma boa escolha, chegou à sua resposta: é uma ótima escolha! Só no Brasil, esse mercado já movimenta mais de R$ 16 bilhões. Além disso:

(Imagem: Shutterstock)

  • o crescimento do mercado pet é de, aproximadamente, 23% ao ano;

  • o Brasil possui cerca de 32 milhões de cães e 16 milhões de gatos;

  • o mercado pet brasileiro é o segundo maior do mundo, seguindo os EUA;

  • o Brasil possui, aproximadamente, 40 mil pet shops, de acordo com a Anfal Pet.

A boa notícia é que, mesmo com tantas lojas e produtos para animais, o mercado ainda tem espaço para muitos empreendedores, pois os animais conquistaram um espaço como membros da família, deixando o papel de simples bichinhos de estimação.

 

Serviços oferecidos por um pet shop

Ainda que comercialize produtos para pets, um pet shop não pode vender medicamentos

Antes de abordarmos sobre a criação de um pet shop, vamos entender qual é a sua definição.

De acordo com o Decreto nº 40.400/95, o pet shop é definido como uma loja destinada ao comércio de produtos de uso veterinário e de animais, onde também pode ser praticado o banho e a tosa dos petsEntretanto, a legislação de São Paulo prevê que medicamentos não podem ser comercializados nessas lojas. 
Outro ponto importante é a comercialização de animais: os donos de pet shop que desejam vender ou doar qualquer animal de estimação devem inscrever suas lojas no Cadastro Municipal de Comércio de Animais (CMCA) e possuir um médico veterinário sempre à disposição.
 

Responsável técnico

É essencial a presença de um veterinário como responsável técnico pelo estabelecimento

De acordo com a legislação, é obrigatória a presença de um veterinário como responsável técnico de uma pet shop. O contrato realizado entre o estabelecimento e o médico veterinário deve ser mostrado ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) para que seja analisado. Para maiores informações, acesse o site www.cfmv.org.br.
 

O que andam dizendo no Facebook