Saúde e Cuidado

Dor de ouvido (otite) em cães: como diagnosticar e tratar este mal

(Imagem: Shutterstock)

A "Dor de Ouvido", ou Otite externa (OE) é, por definição, a inflamação do conduto auditivo e pode resultar de inúmeras causas. Na maioria dos casos crônicos, mais de uma causa está presente. Quando não tratada, essa doença pode deixar até mesmo o animal surdo, por isso, é importante ficar de olho nas causas, sinais clínicos, como evitar e como tratar essa doença que parece inofensiva, mas pode ser bastante perigosa.

 
 

Como saber se seu cão está com otite

Coceira, irritabilidade quando se toca nas orelhas do animal, orelhas avermelhadas e espessas, sacudir de cabeça e até falta de apetite são sinais clínicos da otite em cães.

(Imagem: Shutterstock)

O sinal clínico mais comum para identificar um animal que está com otite é notar que ele coça muito a orelha, arrastando-a até mesmo contra o chão, quando a coceira se torna insuportável. Ele pode ainda sacudi-la, a fim de “jogar para fora” o que o está incomodando. Isso é sinal de que algo o está incomodando e você deve ficar alerta. 

Alguns animais demonstram atitude agressiva quando você encosta nas suas orelhas e outros deixam de se alimentar devido à dor excessiva. 

Além disso, fazer a limpeza regular das orelhas do cachorro é importante para que se observe se a coloração da mesma está normal. Uma orelha saudável possui pouca cera e tem uma cor rosada, com pele fina, além de não ter odor. Quando o cachorro está com otite, a orelha acumula cera e sujeiras em quantidade maior, fica avermelhada e mais espessa com mau cheiro e secreções amareladas ou marrons.

O que causa a otite em cachorros

Água no ouvido do cachorro durante o banho ou brincadeira, orelhas sujas e ventos em excesso nas orelhas são as causas principais da otite em cães

(Imagem: Shutterstock)

Por ser uma doença que fica “escondida” e que apresenta sintomas que muitas vezes não são tão fáceis de serem notados, a otite deve ser prevenida a todo custo. A melhor forma de fazer isso é conhecer as causas da doença.

Existem numerosas causas de otite externa, sendo que, na maioria dos casos crônicos, mais de uma costuma estar presente. A literatura técnica classifica os fatores que contribuem para o desenvolvimento da doença como predisponentes, primários e perpetuantes (GRIFFIN, 1993):

  • fatores predisponentes: estes fatores, por si só, não causam a otite, mas aumentam o risco de ela ocorrer. A presença de pelos no canal auditivo externo, orelhas pendulares (ocorre em raças como os Bassets), umidade, utilização de substâncias irritantes, ou traumas, são os mais comuns;

  • causa primária: geralmente é o agente iniciante, que diretamente causa a otite. Pode ocorrer isoladamente e induzir à otite externa sem fatores predisponentes ou perpetuantes. As mais comuns são alergias, ácaros (sarnas) e outros distúrbios (corpos estranhos, distúrbios glandulares, doenças autoimunes, doenças virais etc.)

  • fatores perpetuantes: são aqueles que impedem a resolução clínica da doença, como bactérias, leveduras, alterações crônicas e a evolução da inflamação para o ouvido médio (otite média). 

Alguns problemas comuns durante o banho, como deixar entrar água no ouvido do cachorro, parecem ser inofensivos ao animal, mas somente esse pequeno deslize já pode ocasionar a dor de ouvido. Para isso, ao dar banho, obstrua o conduto auditivo com algodão e evite ao máximo jogar água na região. 

Antes de começar o banho, faça a limpeza da orelha do cachorro de maneira correta, evitando o aparecimento da doença. A falta de higiene nessa parte do corpo do pet é também uma das causas da otite em cães, pois a sujeira vai acumulando as bactérias. 

Vento em excesso nas orelhas dos animais também são causas comuns. Se for fazer um passeio de carro, feche sempre a janela (lógico que não precisa ser totalmente) para evitar que o cachorro fique exposto ao vento direto nos ouvidos. 

O clima de muito calor e umidade também ajuda na manifestação da otite, então mantenha sempre seu cachorro em um ambiente limpo e arejado. 
Vale lembrar, mais uma vez, que algumas raças já possuem uma predisposição natural para ter otite, pois possuem orelhas caídas e grandes, impedindo que o ouvido entre em contato com o ambiente e acumulando mais facilmente as sujeiras, que se alojam ali e não conseguem sair naturalmente devido à vedação e umidade.

 

Como tratar a otite em cachorros

Procure o médico veterinário aos primeiros sinais e, após o diagnóstico, realize o tratamento conforme a orientação. Ele pode consistir de tratamento tópico (pomadas e cremes), oral, lavagem ou até mesmo cirurgia.

(Imagem: Shutterstock)

Após verificar os sinais de otite e observar a orelha do animal com coloração alterada, leve-o imediatamente ao veterinário para que possa ser examinado e inicie o tratamento.

O diagnóstico é feito por meio da observação do ouvido do cachorro com o otoscópio, aquele aparelho por meio do qual é possível enxergar dentro do ouvido. Daí, já é possível avaliar a presença de ácaros e como está o estado do conduto auditivo do animal, podendo-se, então, iniciar o tratamento da forma mais adequada.

O tratamento pode ser feito com o uso de pomadas e cremes, aplicados no ouvido e/ou por meio de medicamentos administrados por via oral. Quando o caso está mais grave, a realização de uma lavagem otológica sob sedação, pelo médico veterinário, pode ser a melhor solução para eliminar as bactérias que estão causando a doença. Em casos crônicos, a intervenção cirúrgica é a solução, pois neste caso, o tímpano do cão já pode estar comprometido, e somente a cirurgia pode impedir que o pet fique surdo.

Em casos mais comuns, em que a otite não está tão avançada, o tratamento pode ser feito em casa mesmo, por meio do uso de ceruminolítico, no mínimo duas vezes ao dia, para eliminar a sujeira e secreção, junto com o medicamento prescrito pelo veterinário.

O tratamento da otite é dependente da identificação e controle dos fatores predisponentes e causas primárias em conjunto com a limpeza do canal auditivo e da orelha externa. 

Se não tratada a tempo ou se o tratamento for realizado de maneira incorreta, a otite em cachorros leva o animal à surdez. Jamais use medicamentos por conta própria e saiba que uso inadequado dos mesmos pode acabar piorando o quadro da doença. Procure sempre um veterinário aos primeiros indícios da inflamação. 

AgendaPet possui uma lista de profissionais com perfil detalhado e avaliado por pessoas como você, que estão dispostas a ajudar o seu animal com a melhor qualidade possível. Agende uma consulta agora, pela Internet mesmo!

Aproveite para conhecer mais sobre a otite em cachorros, seus sinais clínicos, causas e tratamento no vídeo a seguir.

 

 (Fonte: Youtube – Veiculado no Programa Pet e Cia de 05/08/11)

 

 

 

 

(Equipe AgendaPet)

 

 

Mais Populares Veterinário

  • Perfil Gustavo Augusto Keusch Albano Nogueira é...
    • Avenida Nova Independência , 1061
      Brooklin - São Paulo - SP - 04570-001
      (11) 4933-1656 Enviar mensagem
      Perfil Gustavo Augusto Keusch Albano Nogueira é médico veterinário formado pela USP desde 2001 e concluiu mestrado em Clínica Cirúrgica Veterinária com foco em Nefrologia e Cardiologia, também pela USP, em 2005. Durante sua formação...
  • O Hospital Veterinário PetCare possui atendimento...
    • Avenida República do Líbano , 270
      Ibirapuera - São Paulo - SP - 04502-000
      (11) 3957-7715 Enviar mensagem
      O Hospital Veterinário PetCare possui atendimento emergencial para cães e gatos, 24 horas, com estrutura completa, incluindo corpo médico multidisciplinar, exames laboratoriais, centro cirúrgico, internação e UTI. Ligue e solicite o suporte.
  • Perfil Danielli Monteiro é médica veterinária...
    • Rua Dias Vilela ,
      Água Rasa - São Paulo - SP - 03351-020
      (11) 4949-5021 Enviar mensagem
      Perfil Danielli Monteiro é médica veterinária formada pela Universidade Anhembi Morumbi em 2010. Em 2007 fez estágio no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) no Parque Ecológico do Tietê e em 2009 e 2010 no Centro de Triagem de...
  • Alir De Biaggi Filho é médico veterinário desde...
    • Rua Padre Chico , 165
      Pompéia - São Paulo - SP - 05008-010
      (11) 3956-5334 Enviar mensagem
      Alir De Biaggi Filho é médico veterinário desde 1990 e possui mestrado em Clínica Médica de Felinos. Além de professor de diversas Universidades é proprietário do Centro Veterinário Dalila Groke, no bairro Pompéia, em SP.
  • Marcel Muzeti é Médico Veterinário e proprietário...

    Marcel Muzeti

    • Av. Corifeu Azevedo Marques , 5444
      Jaguaré - São Paulo - SP - 05339-005
      (11) 4949-6379 Enviar mensagem
      Marcel Muzeti é Médico Veterinário e proprietário da Animale Selvaggio, clínica dedicada a animais exóticos (pássaros, répteis, roedores, coelhos, etc.), localizada no Jaguaré, São Paulo. Faz atendimento clínico e emergencial e atende a domicílio.
  • Camila Zampini é formada em Medicina Veterinária e...

    Camila Molon Zampini

    • Av. Pompéia , 2240
      Perdizes - São Paulo - SP - 05022-001
      (11) 4949-6316 Enviar mensagem
      Camila Zampini é formada em Medicina Veterinária e possui pós-graduação em Fisioterapia e Acupuntura e aperfeiçoamento em Neuroacupuntura. Além disso, é proprietária da Clínica Revivere – Centro de Reabilitação Animal, em Perdizes.
  • Douglas Bessa é formado em Medicina Veterinária e ...

    Douglas Bessa

    • Rua João Cachoeira , 1279
      Itaim Bibi - São Paulo - SP - 04535-004
      (11) 4949-6312 Enviar mensagem
      Douglas Bessa é formado em Medicina Veterinária e possui especialização em Dermatologia. Ele realiza atendimento clínico geral ou especializado no Street Dog Pet Shop, localizado no Itaim Bibi.
  • Perfil Christianni Padovani De Biaggi é medica...
    • Rua Padre Chico , 165
      Pompéia - São Paulo - SP - 05008-010
      (11) 3956-0404 Enviar mensagem
      Perfil Christianni Padovani De Biaggi é medica veterinária formada pela UNESP em 1994, residência em cirurgia de pequenos animais (1996), mestre em clínica cirúrgica veterinária pela USP (2001) e especiali...
  • Daniela Mol Valle é veterinária, especialista em...
    • Rua Baronesa de Itu , 38
      Santa Cecília - São Paulo - SP - 01231000
      (11) 3956-3931 Enviar mensagem
      Daniela Mol Valle é veterinária, especialista em Clínica Médica e Terapias Florais para Cães e Gatos. Ela atende na Clínica Veterinária Alpha Dog de segunda a sábado e também realiza o atendimento domiciliar, caso necessário. Confira seu perfil!
  • Larissa Béja é formada em Medicina Veterinária...

    Larissa Béja

    • Rua Rio Grande , 200
      Vila Mariana - São Paulo - SP - 04018-000
      (11) 4949-6268 Enviar mensagem
      Larissa Béja é formada em Medicina Veterinária pela Universidade Metodista de São Paulo desde 2002 e especializada em homeopatia e anestesiologia veterinária. Além disso é proprietária do Pet Shop Prime Pet, localizado na Vila Mariana, em São Paulo.

O que andam dizendo no Facebook

Emergency Banner