Saúde e Cuidado

“Posso dar dramin para o meu cachorro" e outras dúvidas comuns sobre uso de remédios para humanos em pets

(Imagem: Shutterstock)

Muita gente fica na dúvida quando tem que levar um cachorro no carro e tem medo que ele vomite (ou mesmo nas viagens de avião).

E ainda, o que fazer naquelas horas em que o seu pet "parece" estar com alguma dor?

Saiba que alguns medicamentos vendidos sem receita médica para sintomas comuns em humanos não tem o mesmo efeito entre os animais, e ainda você pode prejudicar a saúde deles.

 

Um exemplo é o uso do Dramin® (dimenidrinato), usado para combater náuseas e enjoos que tem como efeito colateral o sono. No entanto, entre os cães ele não produz o mesmo efeito: os cães metabolizam esse medicamento de outra maneira, e muitos simplesmente não dormem  e ainda podem ficar intoxicados.

(Imagem: Shutterstock)

Nunca administre Dramin® a um cão por conta própria e sem a prescrição de um médico veterinário, pois este medicamento pode complicar algumas doenças pré-existentes, como o glaucoma e problemas intestinais. 

Esse medicamento pode ser usado em cães a critério do médico veterinário para outros motivos que não sejam necessariamente enjoos.

Se o seu cachorro costuma vomitar durante passeios de carro, veja as dicas do artigo publicado no AgendaPet, basta clicar no link abaixo:

Anti-inflamatórios e outros medicamentos para a dor podem ser dados aos animais?

(Imagem: Shutterstock)

A aspirina e o paracetamol (Tylenol ®) podem ser potencialmente tóxicos aos cães e gatos e nunca devem ser administrados sem orientação a esses pets. As chances de intoxicação são muito grandes e você corre o risco de matar o seu animal. Intoxicações por aspirina entre os pets podem ser fatais. Leia mais sobre o assunto clicando link abaixo:

Seu cachorro ingeriu aspirina por acidente? Conheça os sinais clínicos e saiba proteger seu pet da intoxicação

O Buscopan® (conhecido pelo nome genérico de butilbrometo de escopolamina) deve ser usado com critério entre cães e gatos, devido às chances de intoxicação que este medicamento pode causar nestas espécies. 

A Dipirona (ou Novalgina®) é útil para o combate a dor em pets, mas no entanto pode ter como efeito colateral a queda brusca da pressão arterial, quando administrada em doses incorretas e consequentemente levar a morte. Veja mais sobre esse assunto no artigo do AgendaPet no link abaixo:

Lembre-se: nenhum medicamento deve ser dado ao seu gato ou cachorro sem orientação veterinária.

Qualquer tipo de prescrição de um medicamento veterinário é ser feita considerando o peso, a  idade, a raça e tipo de cuidado , além de outras informações que só podem ser avaliadas presencialmente por um médico veterinário.

Precisando da ajuda de um veterinário de confiança? No AgendaPet, você encontra e agenda horários com os melhores veterinários da cidade pela web. Confira seus perfis detalhados. Curta a página do AgendaPet no Facebook, siga o perfil do AgendaPet no Twitter e receba notícias, novidades e curiosidades sobre o mundo animal.

 

(Equipe AgendaPet)

 

O que andam dizendo no Facebook