Saúde e Cuidado

A parvovirose canina pode ser transmitida aos humanos?

(Imagem: Shutterstock)

O vírus causador da parvovirose canina não causa a doença em humanos, no entanto é importante tomar alguns cuidados para a evitar a disseminação do vírus causador da doença.Tenha sempre cuidado ao lidar com um animal com os sintomas desta doença que pode ser fatal aos cães. Veja mais no AgendaPet sobre como essa doença pode ser fatal ao seu cachorro!

Uma característica peculiar dos vírus causadores da parvovirose é que estes são espécie- específicos: o vírus que causa parvovirose em cães somente afetará esta espécie. Existem variações de parvovirose que ocorrem em gatos, porcos e até mesmo humanos. Em cada espécie, os sintomas observados são diferentes. Nos cães, os sintomas mais comuns da ocorrência dessa infecção são episódios diarreias com sangue e vômitos .

O vírus da parvovirose canina é relativamente resistente às condições normais do meio ambiente, onde podem sim manter a sua capacidade de infecção. O vírus é eliminado nas fezes e outras secreções dos cães doentes. O local onde está um cão doente, mesmo que ele já esteja em tratamento, deve ser limpo e desinfetado.  Esse procedimento é muito importante, pois o parvovírus canino pode infectar outros cães e até mesmo animais silvestres parentes dos cães, como os lobos.

(Imagem: Shutterstock)

É importante lavar bem o local que tenham fezes ou secreções de cães doentes utilizando desinfetantes comuns, como a água sanitária ou desinfetantes adequados para a limpeza de canis.

Vestígios de fezes podem conter partículas do vírus causador da doença por mais de seis meses no ambiente.

Os animais doentes devem sempre ficar em isolamento devido a essa possibilidade de transmissão da doença.

Nem pense em deixar filhotes de cães que ainda não sejam vacinados por perto, pois a doença é extremamente contagiosa!

Se você possui outros cães ou irá ter contato com cães saudáveis depois de lidar com um animal com parvovirose, lave bem as mãos e troque de roupa caso o animal tenha entrado em contato com você diretamente.

A vacinação é fundamental para a prevenção desta doença. Se não tratada pode ser potencialmente letal, pois causa desidratação e perdas sanguíneas intensas pelas fezes. Caso observe qualquer tipo de sintoma ou comportamento anormal no seu cão é fundamental procurar por um veterinário para socorrê-lo o quanto antes e assim garantir o sucesso do tratamento.

Você tem alguma dúvida sobre como cuidar de seu bichinho de estimação? Curta a página do AgendaPet no Facebook, e veja artigos sobre cuidados, saúde e ainda se divirta com as curiosidades e novidades!

Siga o perfil do AgendaPet no Twitter e receba notícias e novidades sobre o mundo animal! 

Além disso, aqui você pode encontrar e agendar serviços com os melhores profissionais pet da cidade. Confira agora!

 

 

(Equipe AgendaPet)

 

O que andam dizendo no Facebook